quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Quem somos nós? (até onde sabemos sobre nós mesmos?)

Reações: 
Salve pessoal,

Aqui estou pra mais uma postagem, e hoje temos um clássico super interessante "quem somos nós?". Vendo esse filme todos podemos ver com clareza o porque de a nossa vida ser como é, pude identificar muitas confirmações de conceitos antigos de grandes filósofos como Buda, e serviu de alicerce para muitos outros documentários como o já postado "the secret", porém, trata com muito mais profundidade das questões científicas para comprovar suas teorias.

Ele é muito conhecido como um documentário que fala de física quântica, realmente fala, mas o principal objetivo é utilizar esses conceitos para comprovar cientificamente o poder que temos sobre nossa vida, é usado como justificativa para a lei da atração, os "milagres" alcançados através da fé, em fim, aquilo que já falamos no post do the secret.

Uma frase muito famosa do filósofo Aristóteles é "Somos aquilo que fazemos com frequência" e a física quântica ainda nem existia quando ele descobriu isso, e o filme comprova essa teoria mostrando dados científicos de que os sentimentos que você tem, faz com que o cérebro libere um hormônio correspondente a ele para seu corpo, ou seja, se você tem muitos momentos felizes e está sempre alegre, seu corpo está cheio desse hormônio de felicidade, e você acaba se tornando exatamente isso, pois suas células recebem tão pouco hormônio de tristeza que as entradas específicas pra ele acabam desaparecendo, o mesmo acontece com uma pessoa que não é feliz com a própria vida, acaba cada dia se tornando uma pessoa cada vez mais triste e, quando se dá conta disso, sua vida está conturbada, vive constantemente mal humorada e se tornando uma pessoa que não gosta de si mesma.

Uma das partes que mais me chamou a atenção foi aquela que mostra a molécula da água após ser submetida a sentimentos diferentes como o amor e o ódio, como podem ver no vídeo, mostrando uma molécula que tinha um aspecto bonito, branca, isso porque, havia sido benzida por um monge, já a molécula submetida a um pensamento de ódio, era amarelada e mais parecia uma ameba, era realmente diferente. E ao ver isso um dos personagens fala "se nossos pensamentos fazem isso com a água, imagina então o que podem fazer com nosso próprio corpo", isso pode justificar muitas teorias que nos são apresentadas como a do efeito placebo, mostrando que a autocura é possível e muito mais, tendo pleno controle sobre esse poder, pode ser 100% eficiente.

Adorei o exemplo que utilizaram para definir o valor da fé, "se a pessoa realmente acredita que pode andar sobre a água, ela realmente vai conseguir", é o que eu sempre falo quando me perguntam se alguma coisa é possível, também utilizo esta lógica para calar algumas pessoas que dizem que sou ateu ou coisa do tipo, pessoas fanáticas pela bíblia são as que mais custam a aceitar que não têm a maior fé do mundo, elas nem conseguem andar sobre a água, então, como ter certeza de que realmente tem fé? eu ainda não tentei andar sobre a água, eu tento coisas mais simples como mover uma agulha ou coisa parecida e adivinhem... ainda não consegui, hehehe, eu acho tão sem graça o mundo sem Deus, sem a perspectiva de haver uma continuação após esta vida, e exatamente por esse motivo que eu quero acreditar em tudo isso, pra mim é como se fosse ingenuidade da pessoa dizer que acredita plenamente em Deus, é a mesma coisa ela dizer que pode andar sobre a água, mas quem sou eu pra julgar não é mesmo? Contudo, se me perguntarem se eu realmente acredito eu respondo que sim, pois, quero que isso seja real, penso (para não dizer que acredito) que estamos nessa vida justamente por esse motivo, ter fé, tem uma frase que eu não sei de quem é que diz o seguinte "Deus é tão maravilhoso que se Ele não existisse, o homem teria que inventa-lo", ela resume bem isso.

Este filme me mostrou uma mensagem muito bonita, me fez entender melhor o mundo em que vivo, e olhar mais pra dentro de mim mesmo, acreditar que sou capaz, todos somos, somos seres iluminados, não essa rude matéria que tocamos (palavras do mestre Yoda em Guerra nas Estrelas, hehehe), assim quando você acredita que é capaz ou não, você pode ter certeza de uma coisa, você tem sempre razão, acreditar é preciso, para conseguir aquilo que queremos, não diga "vou tentar" substitua isso por "vou fazer", mas, não adianta fazer isso apenas com as palavras, faça isso em cada nível do seu ser, e então você conseguirá tudo o que quer. Abaixo podem ver o trecho que citei anteriormente:




Espero que tenham gostado, que tenha somado com aquilo que sabiam, obrigado pela visita e deixem suas críticas e sugestões, até o próximo filme pessoal e não esqueçam, sejam felizes. :D

0 comentários:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br